PLD Horário: o que muda no mercado de energia?

 

Base para o mercado de energia, o Preço de Liquidação das Diferenças – PLD é um conceito bastante conhecido, especialmente quando se fala em operação no Mercado de Curto Prazo – MCP. Para quem compra ou vende energia, o PLD é o preço de referência do mercado e é fundamental para o cálculo de ganhos e de perdas nas operações entre os agentes do setor elétrico, sendo divulgado semanalmente pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, em atenção ao sistema de preço por semana-patamar, adotado no país.

 

Porém, após quase vinte anos de inúmeras discussões e seguindo o exemplo de outros países, o Brasil finalmente se volta à adoção do PLD horário. Trata-se de um novo sistema de precificação da energia – com base no novo Modelo de Despacho Hidrotérmico de Curto Prazo (Dessem) – no qual o preço de liquidação será calculado em base hora.

 

No caso, o Dessem – a partir de uma melhor interpretação da disponibilidade de energia e da própria matriz energética brasileira – acaba por identificar o preço da energia nas 24 (vinte e quatro) horas do dia seguinte. Na prática, isso significa dizer que o novo modelo de cálculo do PLD horário proporcionará valores mais próximos da operação desenvolvida, refletindo a realidade das flutuações do mercado e possibilitando a redução dos custos e de riscos setoriais.

 

Contudo, justamente por acompanhar melhor as variações do mercado em diferentes horários, o PLD horário é bastante volátil, de modo que a mudança gera a necessidade de adaptação dos agentes do setor, para melhor planejamento comercial de quando efetuar a compra ou a venda de créditos no Ambiente de Contratação Livre (ACL).

 

Isso porque a compra ou a venda em determinado horário – em que o PLD está mais alto – pode gerar o aumento do custo na compra da energia ou a mesmo possibilidade de lucro para o agente vendedor. Esta análise estratégica será ainda mais importante para alguns agentes, como os geradores eólicos, já que, neste caso, a energia é gerada com mais intensidade à noite, momento em que o PLD horário é mais baixo.

 

O PLD horário já está em fase de testes no Brasil desde 2018 e tem previsão de implementação oficial segue agendada para o dia 1º de janeiro de 2021.

 

Quer entender mais sobre o PLD horário e o mercado de energia? Entre em contato conosco! A nossa Equipe de Direito Regulatório e Energias está à disposição para esclarecer eventuais dúvidas.

 


Deixe seu comentário