Ações do Banco Central para liberar crédito

 

O Banco Central editou no último dia 24 de junho a Circular 4.033, a qual flexibiliza as regras de exigibilidade de recursos de depósitos de poupança, nas modalidades livre e rural. Por meio dessa medida, as instituições financeiras poderão deduzir o saldo de operações de crédito contratadas com empresas com faturamento até R$ 50 milhões, entre 29 de junho e 31 de dezembro de 2020, dos valores exigidos de disponibilidade de depósitos de poupança pelo prazo de 3 anos, limitados a 30% do valor exigível.

 

Essas operações de crédito deverão ter prazo mínimo de 1 ano e carência mínima de 6 meses. A intenção do Banco Central é liberar mais recursos das instituições financeiras para que ela liberem crédito para o mercado, como forma de mitigar os efeitos da pandemia da COVID-19.

 

Vale salientar, no entanto, que as taxas de juros e garantias serão objeto de negociação com cada instituição financeira, não tendo sido objeto de regulamentação.

 

O escritório permanece a disposição para tirar dúvidas e ajudar as empresas a obter linhas de crédito para enfrentar os efeitos da pandemia.

Deixe seu comentário